Os melhores animais de estimação para as crianças | Pequenada
Início
>
Família
>
Os melhores animais de estimação para as crianças

Os melhores animais de estimação para as crianças

Os melhores animais de estimação para as crianças
Criança a segurar hamester nas mãos
Crédito da Imagem: 1

Mais tarde ou mais cedo, o seu filho(a) irá pedir-lhe, incessantemente, um animal de estimação e, mais tarde ou mais cedo, você irá ceder! Antes de embarcar nessa aventura animal, pese bem que tipo de bicharada quer trazer para casa, ou seja, quanto espaço precisa, que atenção diária requer, quais os custos envolvidos, se combina com a personalidade e temperamento da criança… A ideia é manter a fascinação da pequenada pelo mundo animal, por isso, faça uma escolha consciente.  

Cães

Os melhores amigos dos homens também procuram um bom amigo nas crianças e porque precisam de afetos e brincadeiras, a combinação canina-pequenada costuma resultar muito bem! Os meninos são, por norma, mais adeptos dos cães e é importante adequar o tamanho do animal ao tamanho da criança! No entanto, os cães são animais de estimação que requerem muitos cuidados, ou seja, para além de espaço físico, necessitam de muita atenção diária (treinar, dar de comer, levar à rua, dar banho, escovar…). Por outro lado, cuidar de um cão é uma excelente forma de ensinar às crianças conceitos importantes como a responsabilidade e a dedicação. 

Gatos

Que criança não gosta de uma adorável bola de pelo que está sempre pronta para dar e receber miminhos? Dada a sua natureza calma, os gatos são animais perfeitos para as crianças, sendo normalmente mais apreciados pelas meninas do que pelos meninos. Animal caseiro por excelência, os gatos vivem muitos anos e mais ainda se viverem sempre dentro de casa. Há que ter apenas atenção a crianças que possam sofrer de alergias e daqueles miúdos muito ativos que não terão “paciência” para um animal tão independente e sossegado… e que pode retaliar com desagradáveis arranhões!  

Peixes

Um excelente animal doméstico para crianças que nunca tiveram nenhum ou então para miúdos muito novos, os peixes não dão praticamente trabalho nenhum, são bonitos de se ver e duram muitos anos. Para além disso, pode-se acrescentar novos peixes ou acessórios ao aquário, assegurando sempre o interesse da criança com estas novidades. É necessário apenas ter o cuidado de limpar o aquário e não deitar comida em excesso – uma das principais causas de morte dos “peixinhos domésticos”. 

Pássaros

Embora coloridos, sonoros e ativos, o facto de os pássaros viverem dentro de gaiolas, torna-os mais fáceis de cuidar, mas menos interativos. Os pássaros são uma boa opção para crianças que são realmente apaixonadas por animais e que terão gosto em observar e, eventualmente, treiná-los. A limpeza da gaiola e a manutenção de água e comida fresca são tarefas de relativamente fácil execução e com as quais a criança até pode ajudar. Porém, é importante perceber se esta será uma novidade rapidamente esquecida, até porque as aves domésticas duram muitos anos, o que requer um compromisso a longo prazo.

Coelhos

Pode parecer uma opção descabida, mas até não é, principalmente se vive numa casa ou quinta com agradáveis espaços exteriores. A atração entre crianças e coelhos é inexplicável e instantânea mas, apesar destes animais gostarem muito de saltar e correr, são extremamente delicados. A forma como se pega e se brinca com este animal tem de ser muito cautelosa, até porque eles são roedores natos. Adicionalmente, os coelhos requerem algum tempo passado fora da sua gaiola todos os dias… para poder esticar as patas! Não é um animal de estimação para todos, mas quem tem não quer outra coisa.

Hamsters

Estes ou outros pequenos roedores – caso do gerbilo, porquinho-da-índia ou até mesmo ratinhos domésticos – são uma boa experiência pré-cão ou gato. Porquê? Porque são pequenos e estão confinados a uma gaiola, sem deixar de ser interativos e brincalhões! Os maiores cuidados a ter prendem-se com a limpeza da gaiola, com o seu manuseamento (são sensíveis ao toque) e certificar que o hamster não foge, algo que normalmente aproveitam à primeira oportunidade! Os hamsters têm ainda uma particularidade, sendo animais noctívagos, estão normalmente despertos de noite e a dormir durante o dia; no entanto, muitos hamsters acabam por se adaptar ao ambiente e aos hábitos da família.

Colónia de formigas

Não é bem um animal de estimação, mas são muitos… e felizmente estão confinados a um recipiente seguro, que não traz consigo grandes preocupações. Por outro lado, uma colónia de formigas pode ser uma enorme fonte de entretenimento e de aprendizagem para as crianças – mais os meninos do que as meninas – principalmente para aquelas que mostram particular interesse na área das ciências. Cuidado apenas com a localização da colónia, para evitar quedas… e formigas por todo o lado!

Répteis

Regra geral, não se recomenda que crianças com 5 anos ou menos tenham um réptil como animal de estimação, ou seja, iguanas, tartarugas, cobras, lagartos e lagartixas são portadores naturais da bactéria salmonela que é facilmente transmitida ao homem, provocando doenças. Para além de requererem muitos cuidados, alguns dos quais bastante específicos, os répteis não são animais que gostem de ser pegados e abraçados, aliás dispensam qualquer tipo de brincadeira. Adicionalmente, são animais que têm uma esperança de vida bastante longa, requerendo uma devoção a longo prazo e, preferencialmente, por pessoas mais velhas que possam apreciar devidamente a espécie.

Créditos Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Classifique o artigo