Desenvolvimento típico de uma criança com 2 anos | Pequenada
Início
>
Saúde & Crescimento
>
Desenvolvimento típico de uma criança com 2 anos

Desenvolvimento típico de uma criança com 2 anos

Desenvolvimento típico de uma criança com 2 anos
Crédito da Imagem: 1

Ao completar o segundo ano de vida, o bebé passa a ser uma criança que já caminha, corre e fala. A exploração dos limites e regras estabelecidos pelos pais e pelas suas próprias limitações em termos físicos, emocionais e cognitivos vai ocupar grande parte do tempo da criança, que está agora cada vez mais à descoberta do mundo!

Capacidades físicas e motoras

Aos 2 anos, as crianças sentem-se muito mais confiantes nas suas capacidades físicas, mas ainda não compreendem bem os seus limites. Algumas serão tímidas e cautelosas, mas a maioria gosta de arriscar e aventura-se. Nesta idade, as crianças adoram correr (muitas vezes na direção oposta do adulto!), baloiçar, subir ou trepar objetos, e brincar com brinquedos que possam empurrar com as mãos ou pés (pois ainda não conseguem usar pedais), pelo que as colisões e quedas são comuns. É importante supervisioná-las e não as deixar correr muito longe ou subir demasiado alto sem as chamar à atenção. Nesta idade, o adulto pode ajudar as crianças a desenvolver as suas capacidades, proporcionando um local seguro para as brincadeiras e consequente aprendizagem.

  • É capaz de se colocar em bicos de pés
  • Começa a correr mais e mais rapidamente
  • Sobe e desce móveis (sofá, cadeira…) sem ajuda
  • Sobe e desce escadas agarrada ao corrimão
  • Chuta uma bola
  • Atira uma bola por cima da cabeça

Capacidades linguísticas e comunicacionais

A linguagem das crianças desenvolve-se muito rapidamente entre os 2 e os 3 anos de idade. Graças a isso, os pais começam a ter uma melhor perceção daquilo que a criança pensa, e ficam muito entusiasmados com a ideia de poder manter uma conversa com o filho. Muitas vezes, as palavras ou frases soltas ditas pela criança não fazem qualquer sentido para os adultos mas, com o passar do tempo, torna-se evidente que quanto mais ela fala e mais bem-sucedida é a passar a mensagem que pretende, mais quererá comunicar com os demais. É aconselhável que os pais sejam cautelosos no uso da sua própria linguagem, particularmente no que se refere ao recurso a palavras negativas como "não", uma vez que estas exercem um efeito poderoso sobre a visão que a criança tem acerca de si mesma e do mundo. Os pais devem evitar pintar o retrato de um mundo onde nada é permitido, salientando, sempre que possível, os aspetos positivos.

  • Chama a atenção para coisas ou imagens quando estes são nomeados
  • Sabe os nomes de pessoas conhecidas (amigos e familiares)
  • Conhece as partes do corpo
  • Diz frases com 2 a 4 palavras
  • Segue instruções simples
  • Repete palavras ouvidas numa conversa
  • Aponta para as imagens de um livro

Capacidades cognitivas

Para as crianças de 2 anos, o mundo é um lugar grande e complicado, pelo que se esforçam arduamente para compreender as “regras" de funcionamento do mesmo. Uma vez que muito ainda lhes é totalmente desconhecido, a compreensão do mundo à sua volta é uma mistura de real e imaginação. Explicações simples de fenómenos ou eventos complexos serão muito úteis nesta idade em que a pergunta favorita das crianças parece ser o “porquê?”.

  • Encontra coisas, mesmo quando escondido sob mantas ou outros objetos
  • Começa a classificar formas e cores
  • Conclui frases e rimas em livros infantis
  • Joga jogos simples de faz-de-conta
  • Constrói torres de 4 ou mais blocos
  • Segue instruções de duas etapas, como por exemplo: "Pega nos teus sapatos e coloca-os no armário”
  • Nomeia itens num livro de imagens, tais como um gato, pássaro ou cão

Capacidades sociais e emocionais

As crianças com 2 anos estão numa fase crítica de aprendizagem em termos de relacionamentos sociais e familiares. Ocasionalmente, são capazes de imaginar como as outras pessoas se sentem mas, na maioria das vezes, os seus próprios sentimentos de ciúme e paixão para com os seus familiares são tão intensos que se sobrepõem a quaisquer considerações pelos sentimentos dos outros. Com esta idade, as crianças começam a tentar conter e ocultar os seus sentimentos, começando a sentir-se mal consigo próprias quando julgam ter feito algo errado. Aos 2 anos, as crianças ainda estão a aprender a ver-se a si próprias como uma pessoa individual, pelo que sentem, muitas vezes, a necessidade de dizer “não”. Sabem exatamente o que querem e, por isso mesmo, podem parecer muito autoritárias, ficando frustradas quando não podem ou são impedidas de fazer alguma coisa, até porque ainda não aprenderam a gerir corretamente as suas emoções – como resultado, as birras são bastante comuns nesta faixa etária. Com 2 anos, começam a brincar com outras crianças, mas apenas por um curto período de tempo, uma vez que sentem dificuldade em partilhar o que é seu.

  • Copia os outros, especialmente adultos e crianças mais velhas
  • Fica entusiasmada com a presença de outras crianças
  • Evidencia crescente independência
  • Demonstra comportamentos desafiadores (desobedecendo a ordens e fazendo coisas que lhe foram proibidas)
  • Brinca principalmente sozinha, lado a lado com outras crianças, mas começa a mostrar sinais de querer inclui-las nas suas brincadeiras

Classifique o artigo