Como lidar com os ciúmes entre irmãos | Pequenada
Início
>
>
Como lidar com os ciúmes entre irmãos

Como lidar com os ciúmes entre irmãos

Como lidar com os ciúmes entre irmãos
Irmãos zangados
Crédito da Imagem: 1

Os ciúmes entre irmãos são capazes de colocar em risco a harmonia de toda a família. Por isso é tão importante prevenir e lidar de forma adequada com esta problemática, que ocorre mais frequentemente do que se possa pensar. Saiba como lidar com os ciúmes entre irmãos e faça com que eles sejam os melhores amigos.

Prevenir é sempre a melhor estratégia

Para não ter de lidar com o problema já depois de consumado, o ideal é prevenir atempadamente a possibilidade de ocorrerem ciúmes entre os irmãos. Uma das melhores formas de conseguir esta prevenção é evitar criar expectativas muito elevadas no espírito dos demais irmãos.

  • Por exemplo: dentro de poucos meses nascerá um mano novo e é natural que os filhos mais velhos sintam alguma insegurança em relação a esse acontecimento, que podem considerar uma ameaça para as suas posições já asseguradas em relação ao carinho dos pais. Dessa forma, em vez de enfatizar repetidas vezes que o mano novo vai mudar a vida de todos lá em casa, experimente enfatizar o facto de que o bebé vai precisar muito dos irmãos para que estes o protejam, lhe ensinem as coisas de menino crescido que já sabem fazer e para que tenha sempre pessoas no mundo que tomem conta dele pela vida fora.

Assim vai fazer com que os seus outros filhos se sintam importantes e valiosos para o irmão que vai nascer. Ao invés de verem nele um rival de brigas, vão encará-lo como sendo aquilo que de facto é, uma pessoa pequenina e indefesa que vai precisar do amor de toda a família.

Não valorize um irmão em detrimento de outro

Nunca faça distinções entre os seus filhos, nem por brincadeira, nem entre amigos, nem seja de que forma e em que contexto for.

Não há filhos inteligentes e filhos burros, não existem filhos maravilhosos e filhos estúpidos. Todos são filhos e certamente que os dotes que uns revelam para determinados assuntos, são intercalados por aptidões semelhantes dos demais irmãos mas vocacionados para temáticas diferentes.

Fazer distinções entre os filhos só vai separar os irmãos, e instalar um clima de rivalidade e de agressividade entre pessoas que supostamente se deveriam adorar.

Nivelar os irmãos é um erro

Todos os filhos são diferentes. Pode ter uma dezena de filhos, educá-los da mesma maneira e ainda assim uns serão mais rebeldes, outros mais compreensivos, uns mais espertos para línguas, outros bons a matemática, entre outros fatores.

Não pretenda nivelar os seus filhos pois eles nunca serão fotocópias uns dos outros, e ainda bem que isso não acontece. Não faça alarde das diferenças entre irmãos como se de um defeito se tratasse.

Os ciúmes são muitas vezes provocados de forma involuntária pelos próprios pais que pretendem obter o mesmo desempenho por parte de todos os filhos.

Faça ver a cada filho a pessoa maravilhosa que ele é

É fundamental que os seus filhos tenham a noção exata de que os progenitores os amam incondicionalmente e para lá de tudo o que possa vir a acontecer.

O amor incondicional dos pais pelos filhos é precioso para que não surjam ciúmes entre irmãos. Não pode ficar nem a mais leve suspeita no espírito dos filhos de que vão precisar de competir entre si pelo amor dos pais. Cada filho vale pelo que é, pela pessoa linda em que se está a transformar e não precisa de superar nem de ser melhor do que nenhum dos irmãos.

A vida não e uma eterna competição

Embora muitas ocasiões da vida nos levem a crer que se compete por tudo e a toda a hora, a verdade é que entre irmãos a competição tem de ser saudável e sempre tendo presente os laços de afeto e ternura que os unem enquanto família.

Devemos orientar os nossos esforços para as competições furiosas que precisamos de travar na rua, no emprego, mas nunca dentro de casa. Mostre aos seus filhos que a vida não precisa de ser uma eterna luta e que não vale a pena tentar ganhar todas as guerras. Saliente o valor da amizade e do respeito e ensine que o amor se conquista não se se obtém através de ciúmes e intrigas de bastidores.

Enalteça os pontos fortes dos seus filhos e valorize-os por isso

Qual a razão para que dois irmãos sintam ciúmes um do outro? Na maioria das vezes porque não se julgam tão espertos, tão bonitos ou tão inteligentes quanto os demais irmãos.

É aí que entra a disciplina dos pais na tarefa de fazer com que cada um dos filhos se aperceba do seu valor e das suas potencialidades. Faça uma análise desapaixonada sobre os talentos dos seus filhos e depois faça questão de valorizar cada um deles, fazendo um elogio personalizado como complemento à constatação.

Não subestime a inteligência de nenhum filho

Comentários piedosos ou exagerados podem ter um efeito contrário àquele que é o desejado. Assim sendo nunca procure sanar os ciúmes entre irmãos utilizando comentários como:”Tu és o rapazinho mais inteligente do mundo”, ou “Quem é a menina mais bonita de todo o universo, quem é?”

As crianças têm a noção de quando estamos a exagerar e tendem a criar barreiras defensivas sempre que lhes dirigimos observações irreais. O que acontece é que a criança pensa:" Está a exagerar, aquilo não é verdade. E se diz coisas que não são verdades, então pode estar sempre a inventar.” Não avalie por baixo a inteligência e a capacidade de discernimento dos seus filhos, ainda que estes sejam muito novinhos. As crianças são muito mais observadoras do que pensamos.

Lide com os ciúmes entre irmãos com diplomacia e tato. O verdadeiramente essencial é que todos os irmãos se sintam amados por igual, e que não se convençam que têm de lutar pelo amor dos pais. O ciúme entre irmãos não tem nada de engraçado, nem pode ser encarado de forma leviana, mas também não deve ser empolgado.

Na maioria das vezes, assim que as crianças crescem mais um pouco, e desde que os progenitores adotem politicas corretas de lidar com o problema, os ciúmes acabam por se desvanecerem sozinhos. Os laços de amor que se forjam entre irmãos dificilmente se desatam pela vida fora, e cabe aos pais dar o contributo para que tudo corra pelo melhor.