Início
>
Família
>
Carta de uma criança para os seus pais

Carta de uma criança para os seus pais

Carta de uma criança para os seus pais
Crédito da Imagem: 1

As crianças nem sempre conseguem dizer ou exprimir exatamente aquilo que estão a pensar, a sentir, a precisar, mas esta carta simples e emotiva fala por todas. Para reler de vez em quando… 

  1. Não me estraguem com bens materiais. Eu sei muito bem que não vou ter tudo aquilo que pedir. Estou apenas a testar-vos.
  2. Não tenham medo de ser firme comigo. Eu prefiro, faz-me sentir segura.
  3. Não me deixem criar maus hábitos. Eu tenho que confiar em vocês para os detetar atempadamente.
  4. Não me façam sentir mais pequeno do que realmente sou. Isso só me faz comportar de forma “estupidamente crescido”.
  5. Se for possível, não me corrijam em frente às outras pessoas. Vou prestar muito mais atenção se falarem comigo calmamente e em privado.
  6. Não me façam sentir que os meus erros são pecados. Isso perturba o meu sentido de valores.
  7. Não me tentem proteger das consequências. Às vezes preciso de aprender de uma forma um pouco mais dolorosa.
  8. Não fiquem muito chateados quando eu digo "odeio-te". Não são vocês que eu odeio, mas sim, o vosso poder de me frustrar.
  9. Não deem grande importância às minhas pequenas queixinhas. Por vezes, elas simplesmente ajudam-me a conseguir a atenção de que preciso.
  10. Não sejam chatos. Se forem, vou ter de me proteger, fingindo que sou surdo.
  11. Não se esqueçam que eu não consigo explicar-me tão bem como gostaria. É por isso que nem sempre sou preciso naquilo que comunico.
  12. Não me ignorem quando eu faço perguntas. Se fizerem isso, vão ver que eu vou parar de as fazer e vou procurar a minha informação noutro lugar.
  13. Não sejam inconsistentes. Isso confunde-me e faz-me perder a fé em vocês.
  14. Não me digam que os meus medos são ridículos. Para mim, são terrivelmente reais e vocês podem fazer muito para me tranquilizar, se tentarem percebê-los.
  15. Nunca digam ou sugiram que são perfeitos ou infalíveis. Isso irá chocar-me muito quando eu descobrir que não são.
  16. Nunca pensem que está abaixo da vossa dignidade pedir-me desculpas. Um pedido de desculpas sincero vai-me fazer sentir muito mais próximo de vocês.
  17. Não se esqueçam que eu adoro fazer experiências. Eu não posso viver sem elas, por isso, façam-me essa vontade.
  18. Não se esqueçam o quão rápido eu estou a crescer. Eu sei que deve ser muito difícil acompanharem o meu ritmo mas, por favor, tentem.
  19. Não se esqueçam que eu não consigo crescer e progredir sem muito amor e compreensão, mas eu não preciso de vos dizer isso, pois não?
  20. Por favor, mantenham-se saudáveis e em forma. Eu preciso de vocês.

Fonte: The Message International, Junho 1991

Classifique o artigo