5 sinais que podem indicar uma amigdalite | Pequenada
Início
>
Saúde & Crescimento
>
5 sinais que podem indicar uma amigdalite

5 sinais que podem indicar uma amigdalite

5 sinais que podem indicar uma amigdalite
Menina doente com febre
Crédito da Imagem: 1

A amigdalite é uma doença muito comum em crianças e jovens entre os 2 e os 15 anos de idade. Porém, trata-se de uma doença cujos sintomas são muitas vezes confundidos com outras patologias e, por esta razão, os pais e os educadores podem desvalorizar os sintomas e a doença evoluir para um quadro clínico mais grave. Para evitar que isso aconteça, estes são os 5 sinais que podem indicar uma amigdalite numa criança: esteja atento e evite o agravamento dos sintomas e o adiamento do tratamento.

O que é uma amigdalite?

A amigdalite é uma doença que pode ser causada por um vírus ou por uma bactéria, sendo a amigdalite viral o tipo mais comum da infeção. Na origem de uma amigdalite viral podem estar os refreados, sendo esta uma doença de cura relativamente rápida. Relativamente à amigdalite bacteriana – que é responsável por 20% das amigdalites em crianças e jovens – esta é mais grave do que a anterior e deve ser tratada com antibióticos. Em ambos os casos, a criança deve ser vista por um médico.

Sentir dores de garganta e mal-estar

A dor de garganta é um sintoma muito comum nas crianças, podendo tornar-se muito doloroso e incomodativo. A dor de garganta indica inflamações que podem ser causadas por um vírus ou por uma bactéria. Nem toda a dor de garganta é causada por amigdalites, porém, esta infeção é muito comum.
Quando se trata de uma inflamação viral, é possível verificar um aspeto avermelhado na garganta da criança. Por sua vez, quando se trata de uma inflamação bacteriana, é possível visualizar a formação de placas de pus branca na garganta. Ambos os casos são sinais de que a criança pode estar a sofrer de uma amigdalite e o diagnóstico deve ser confirmado por um médico.

Dificuldade e dor ao engolir

Na presença de uma amigdalite, a criança possui a garganta irritada/inflamada ou já com placas de pus branca. Em ambos os casos, a criança sente pressão, dor, irritação e dificuldade em engolir, recusando muitas vezes a alimentação. Se a criança se queixar de dor ao engolir os alimentos ou ao engolir em seco, verifique se a garganta da criança está vermelha, inflamada, irritada ou com sinais de pus. Em caso afirmativo, tal pode ser sinal de uma amigdalite, pelo que os pais devem levar a criança ao médico.

Manifestações de febre

A amigdalite pode desencadear febre alta, com temperaturas corporais entre os 38ºC e os 40ºC. O aumento da temperatura corporal é o resultado do combate do organismo a uma infeção que tanto pode ser viral como bacteriana. Porém, a febre por si só não é uma indicação direta de amigdalite, pelo que este sintoma torna-se um sinal de amigdalite quando surge em conjunto com outros fatores como, por exemplo, a dor de garganta, a voz rouca e a halitose. Se a criança tiver febre, desconfie de uma possível amigdalite e pergunte se ela sente dores de garganta ou dores ao engolir. Ao mesmo tempo, observe a garganta e cheire o hálito da criança.  

Enrouquecimento da voz de uma forma súbita

A voz rouca é um dos sinais mais evidentes de que a garganta da criança pode estar afetada. As infeções da garganta fazem com que esta fique mais debilitada e torna-se natural que os sons produzidos sejam mais finos ou mais graves. Após descartar um quadro gripal, deve-se averiguar se a criança fez algum esforço extraordinário com a garganta, por exemplo, gritar durante as brincadeiras. Se notar alguma alteração na voz da criança, verifique se esta sente febre, dores de garganta ou dores ao engolir, pois, em conjunto, estes sintomas podem ser sinais de uma amigdalite.

Mau hálito

As patologias das amígdalas são uma das principais causas da halitose, ou seja, do mau hálito. O mau hálito pode ser um sinal de amigdalite. Nestes casos, os médicos podem recomendar a remoção das amígdalas, embora existam alternativas a ser tentadas antes da remoção das amígdalas. De facto, a remoção das amígdalas é sempre a última opção a ser considerada.

A função das amígdalas é evitar a entrada de micro-organismos na garganta e impedir que estes se espalhem pelo organismo. Não obstante, os vírus e as bactérias podem provocar infeções, resultando no inchaço da região, na dor de garganta, na dificuldade em engolir, em febre, voz rouca e mau hálito.

Estes são os principais sintomas que podem indicar uma amigdalite numa criança: porém, esta avaliação inicial não dispensa uma consulta no pediatra, de forma a medicar corretamente a criança.

Classifique o artigo