5 alimentos que não deve dar a uma criança | Pequenada
Início
>
Alimentação
>
5 alimentos que não deve dar a uma criança

5 alimentos que não deve dar a uma criança

5 alimentos que não deve dar a uma criança
Crédito da Imagem: 1

Uma alimentação saudável é fundamental para assegurar o crescimento e desenvolvimento normal de uma criança. E, embora sabemos que a comida pode ser uma área difícil de gerir – quer tenha uma criança que come pouco ou uma que até come demais – existem várias dicas nutricionais a ter em conta, mas também a consciência de que existem determinados alimentos que deve eliminar ou limitar na dieta da pequenada.

  1. Hidratos de carbono em excesso. O consumo excessivo de hidratos de carbono pode desencadear alterações de humor e não fornece à criança a energia que ela precisa para um dia em cheio a brincar e a correr de um lado para o outro. Prefira sempre as proteínas aos hidratos de carbono: para além de ser uma fonte de energia saudável e constante, é ainda um alimento altamente nutricional para o cérebro. As proteínas são também fundamentais nas dietas de crianças que lutam contra a obesidade infantil.
  2. Gorduras trans. As gorduras trans ou os ácidos gordos trans estão presentes na maioria dos bolos e guloseimas, mais precisamente nos óleos hidrogenados utilizados para os confecionar e preservar. As gorduras trans não têm qualquer tipo de valor nutricional, daí não terem qualquer contributo positivo para a alimentação e saúde infantil. Para além dos produtos processados que contêm estas gorduras, evite também os fritos na medida do possível.
  3. Açúcar refinado. Sabe perfeitamente de que alimentos se tratam: bolos, bolachas, rebuçados, guloseimas e muitas vezes até sumos de fruta que anunciam ser 100% naturais, mas que na realidade contêm quantidades absurdas de açúcar. É claro que uma guloseima de vez em quando é mais do que permitido, mas os açúcares refinados não devem fazer parte do menu diário de uma criança.
  4. Cafeína. Para além de ser pouco saudável para as crianças – não contém qualquer tipo de nutriente – o consumo de cafeína por parte dos miúdos não só pode destabilizar o seu estado de espírito, comportamento e rotinas de sono, como pode contribuir para a desidratação, uma vez que a cafeína é um diurético. A evitar por completo.
  5. Refrigerantes. Este tipo de bebidas são um grande “não” para as crianças, por três motivos muito importantes: não contêm qualquer tipo de nutriente; a cafeína presente na maioria dos refrigerantes – para além de não ser aconselhável para crianças – absorve do organismo os restantes nutrientes consumidos; e a quantidade de açúcar presente nos mesmos podem desequilibrar o sistema metabólico. Opte antes por água, leite ou sumos de fruta naturais.

Classifique o artigo