Início
>
Diversão
>
10 jogos tradicionais a que nenhuma criança consegue resistir

10 jogos tradicionais a que nenhuma criança consegue resistir

10 jogos tradicionais a que nenhuma criança consegue resistir
Crédito da Imagem: 1

A infância, para além de marcar a fase chave da educação e formação de um ser humano, é também a altura para se criar memórias fantásticas com outras crianças. Brincar ao ar livre é saudável, como tantas gerações o fizeram antes da chegada das novas tecnologias. Estas últimas vieram isolar as crianças das brincadeiras salutares de rua, dos parques infantis e até do recreio da escola. Atualmente, existem jogos divertidos que todos nós jogámos quando éramos crianças e que ainda hoje ainda fazem a diferença. Fique a conhecer 10 jogos tradicionais a que nenhuma criança consegue resistir quando tira os olhos da tecnologia.

1. Cabra Cega

Com apenas um lenço e muitos amigos, pode fazer-se este jogo tradicional. Uma das crianças é escolhida para ser a “cabra cega”, a quem os olhos são vendados com um lenço opaco e esta deverá andar pelo campo de jogo até conseguir apanhar um dos jogadores e identificá-lo.

2. Jogo do Anel

Com vários amiguinhos a criança poderá também jogar ao jogo do anel. De mãos em concha, todos estão sentados em roda, um jogador terá um objeto pequeno, ou até mesmo um anel, que irá depositar nas mãos de um amigo após fingir pôr nas mãos de todos. Perguntará então a outro jogador a quem terá calhado o anel e este deverá adivinhar e passar ao papel de distribuidor do anel ou, caso se engane, sofrer um castigo acordado entre todos.

3. Jogo da Macaca

O jogo da macaca existe em diversos países, com nomes diferentes. Consiste em desenhar-se no chão um caminho de casas numeradas, depois cada jogador deverá atirar uma pedra pequena e saltitar ao pé-coxinho de casa em casa até apanhar a sua pedra. O objetivo é conseguir acertar em todas as casas, a pedra não poderá cair fora das linhas e a criança não poderá cair ao apanhar a sua pedra.

4. Jogo do Berlinde

Outro jogo clássico é o jogo do berlinde, esfera de vidro ou metal de pequeno tamanho. Fazem-se três covas separadas em linha reta e cada jogador terá que acertar em cada uma das covas e fazer o trajeto oposto. A certo ponto poderá acertar nos berlindes alheios, podendo ficar com os em que acertar.

5. Corrida de Sacos

Esta é uma excelente atividade de verão para fazer com as crianças. Aos pulinhos dentro de um saco faz-se uma corrida fora do comum. O segredo está em segurar bem o saco, que deverá ser grande, e saltar com ambos os pés. A primeira criança a chegar ganha.

6. Macaquinho do Chinês

Um, dois, três, conta a criança de olhos tapados, e continua dizendo “macaquinho do chinês”. As outras crianças deverão correr enquanto a criança ainda tem os olhos fechados, mas quando esta os abrir, terão que ficar parados no lugar. Ganha quem chegar junto da criança que contou primeiro.

7. Jogo do Pião

O pião é um objeto de madeira que, propulsionado por um cordel, gira. Cada criança poderá competir com o seu pião para ver qual gira durante mais tempo ou fazendo pontaria a um círculo desenhado no chão em desafio.

8. Jogo do Eixo

Espaçadas, as crianças deverão encolher-se e pôr as mãos nos joelhos. Uma criança de cada vez terá que saltar por cima dos seus amigos com o apoio das mãos sem cair nem fazer o amigo cair. Ganha quem conseguir saltar sobre todos os amigos.

9. Jogo do Lenço

Com duas equipas e uma pessoa no centro a segurar o lenço poderá divertir-se muitas crianças. Cada equipa define, em segredo, um número para cada um dos membros. O detentor do lenço diz um número e, de cada equipa, virá a correr o participante a quem foi atribuído esse número. Ganha quem apanhar o lenço primeiro.

10. Jogo do Galo

Um jogo clássico que até nos telemóveis existe é o jogo do galo. Este jogo tradicional precisa apenas de dois jogadores. Na tabela de jogo, cada um põe o seu símbolo (cruz ou bola) à vez até um dos participantes conseguir fazer 3 em linha.

Ensine aos seus filhos os jogos tradicionais que sempre jogou e que foram ensinados pelos seus pais e avós. É importante que as crianças ocupem o dia e que conheçam as brincadeiras que passaram de geração em geração. Desafie as suas crianças a brincarem com os amigos na vida real e não nos computadores e tablets e verá que eles viverão muito mais felizes.