10 hábitos saudáveis que mantêm a pequenada de boa saúde | Pequenada
Início
>
Saúde & Crescimento
>
10 hábitos saudáveis que mantêm a pequenada de boa saúde

10 hábitos saudáveis que mantêm a pequenada de boa saúde

10 hábitos saudáveis que mantêm a pequenada de boa saúde
Crédito da Imagem: 1

Uma criança saudável é uma criança feliz e uma criança feliz e saudável é tudo aquilo que os pais sonham e querem para os seus filhos. Para assegurar que os miúdos lá de casa tenham saúde para dar e vender, é importante que estes hábitos façam parte do dia-a-dia da vossa família.

1. Alimentação adequada

É essencial que as crianças sigam uma alimentação equilibrada, com hábitos saudáveis. Uma alimentação saudável é condição essencial para a preservação da saúde, para fomentar um crescimento normal, para rentabilizar da melhor maneira a vida escolar e para promover uma formação plena da criança. Deve ser preocupação permanente dos pais e dos educadores promover essa alimentação saudável, mas também controlar os maus hábitos à mesa, como os excessos no sal e no açúcar.

2. Exercício físico regular, mas sem exageros

É universalmente reconhecido que o exercício físico é fundamental para uma vida saudável e para a prevenção de doenças, bem como para um estilo de vida dinâmico e uma mente positiva. Portanto, é importante que as crianças evitem os hábitos de sedentarismo que a vida moderna propicia como, por exemplo, passar muito tempo em frente à televisão, computador, tabletes e consolas de jogos. No entanto, como em tudo na vida, é necessário algum equilíbrio: o exercício deve ser moderado e equilibrado, para que a criança também não caia em exageros.

3. Ritmo diário de estudo equilibrado

É essencial que a criança disponha de tempo suficiente para realizar os trabalhos de casa e preparar com cuidado toda a atividade escolar. Deve também ser-lhe propiciado um espaço de estudo bem equipado e com o conforto desejado. No entanto, deve ainda ter-se em conta a necessidade de equilíbrio: demasiadas horas dedicadas ao estudo podem resultar em efeitos adversos, como um cansaço excessivo em relação às atividades escolares, o que pode trazer efeitos negativos para a saúde da criança.

4. Proporcionar momentos de descontração durante o dia

Hoje em dia, até as crianças mais pequenas são sujeitas a um ritmo de aulas muito exigente, o que se traduz num elevado número de horas no final de cada semana. Portanto, é fundamental que a criança tenha, ao longo do dia, momentos em que possa relaxar, brincar, praticar desporto e conviver com outras crianças.

5. Desencorajar o consumo de açúcar

O açúcar é um dos mais poderosos inimigos da saúde infantil, principalmente sob a forma de guloseimas. Estes pseudo-alimentos têm ainda a agravante de, por norma, incluírem grandes quantidades de outras substâncias que podem ser prejudiciais para a saúde, caso dos corantes e conservantes. Cabe aos pais e restantes educadores incentivarem a substituição destes produtos por alimentos saudáveis que, com imaginação, podem ser bem aceites pelas crianças, caso de muitas frutas que, para além de serem deliciosas, incluem açúcares naturais saudáveis.

6. Diminuir as horas de televisão

O excesso de horas diárias de televisão é, comprovadamente, muito nocivo a vários níveis: provoca dificuldades de concentração, distúrbios no sono, problemas visuais, entre outros, o que pode ainda provocar problemas de aproveitamento escolar. Pode ainda contribuir de forma dramática para outro grande problema relacionado com a saúde infantil: a obesidade.

7. Melhorar a autoestima da criança

Nada pode ser mais dramático para uma criança do que uma atitude de autoritarismo constante. É fundamental que seja dado à criança aquele carinho, aquela atenção que lhe permita formar uma personalidade forte e saudável. É preciso que a criança, desde cedo, desenvolva um bom autoconceito, ou seja uma imagem positiva de si própria. Só assim terá condições para um crescimento saudável.

8. Incentivar a higiene diária

A saúde física é parente próxima da higiene. Portanto, para garantir a saúde generalizada da pequenada, é muito importante que a criança desenvolva hábitos de higiene como o banho diário, a escovagem dos dentes ou o lavar as mãos antes das refeições.

9. Incentivar o gosto pela leitura

Um cidadão informado terá sempre melhores condições para cuidar da sua saúde e zelar pelo seu bem-estar físico, psicológico e espiritual. Nesse sentido, é fundamental que a criança desenvolva bons hábitos de leitura e para isso é preciso que os pais lhe indiquem os livros certos!

10. Incentivar o contacto com a natureza

Esta dica praticamente dispensa explicações: são inúmeras as vantagens do contacto com o mundo natural, quer para os adultos, quer para as crianças. Desde o combate à obesidade até à melhoria do sistema respiratório, passando pelo desafio ao desenvolvimento físico e aos ganhos na aquisição e absorção de vitaminas, o contacto com a natureza tem ainda o condão de despertar na criança o respeito pela sensibilidade ecológica.

Classifique o artigo